Os diques da Holanda e o desenvolvimento do país

Os diques da Holanda

O que você sabe sobre os diques da Holanda? Essas estruturas presentes na construção civil têm papel fundamental para a história e todo o desenvolvimento dos Países Baixos. Mas qual a relação entre os diques e todo o crescimento populacional e econômico da Holanda?

Essa é uma das principais dúvidas quando estudamos todo o fenômeno, mas é amplamente conhecido a partir do momento em que estudamos mais sobre todo o desenvolvimento da Holanda. Por isso, neste artigo, vamos explicar mais sobre os diques da Holanda e qual a relação deles para o crescimento do país. Quer saber mais? Então confira o conteúdo abaixo.

Os diques da Holanda
Fonte: Freepik

O que são diques?

Antes mesmo de começar a fazer toda a relação entre a evolução dos Países Baixos e a construção de diques, precisamos conceituar melhor essas estruturas. Nós já montamos um artigo especial sobre diques no qual explicamos com mais dados todos os conceitos.

Por isso, podemos dar uma explicação um pouco mais superficial sobre os diques. Eles, nada mais são do que estruturas construídas com o objetivo de conter a água de rios e lagos.

Os diques ajudam a evitar que estes rios e lagos transbordem por motivos naturais (tempestades, enchentes, tremores, por exemplo). Estes problemas de origem natural podem acabar inundando lugares mais baixos, como a própria Holanda.

Estas estruturas também são muito utilizadas em áreas costeiras focadas na construção de terras em cima de um lugar já inundado pela água. Assim, pode-se utilizar o dique para secar essa área e dar início às construções.

Diques e Desenvolvimento da Holanda
Fonte: Freepik

Os diques da Holanda e o desenvolvimento do país

Você sabia que um terço da Holanda está dentro de uma área extremamente vulnerável a enchentes? Isso acontece, principalmente, porque grande parte do país está localizado abaixo do nível do mar. Por isso, existe um grande número de cidades e locais com riscos de ser tomado pela água.

Para termos uma melhor noção do cenário, a cidade que está a um nível mais baixo do mar na Holanda é a de Zuidplaspolder, situada a 6,80 metros abaixo do nível do mar.  A construção dessa e outras cidades só pôde ser concluída graças aos diques, que fortalecem as estruturas de defesa da cidade contra o avanço da água.

A construção desses diques começou há muitos séculos, primeiramente no Egito e chegou, posteriormente, aos Países Baixos, local que se tornou referência na elaboração de diques. Além da criação de cidades elevadas fugindo da inundação, diques começaram a ser construídos com o intuito de empurrar a água dos oceanos.

Isso só acontece graças ao auxílio de bombas de drenagem, que, com o isolamento da água com os diques, a redistribui para outras áreas do local, tornando-o possível de se tornar um local para moradia.

O que são Diques?
Fonte: Freepik

Após alguns graves acidentes nos séculos passados, os holandeses finalmente conseguiram chegar a uma estrutura totalmente segura, tornando possível a realização de grandes projetos como a ligação de dois pontos do país com a construção de diques, os pontos são a Holanda do Norte e a Frislândia.

Graças a construção desses diques e a evolução da maneira de construí-los, a Holanda conseguiu evoluir como sociedade e até mesmo como país, ganhando uma boa parte de terra boa para moradia, tornando possível uma maior área para cultivo e revolucionando a economia local.

Hoje, os diques podem ser classificados como estruturas muito comuns na construção civil e muito utilizadas em diversos países do mundo. E, se hoje sabemos muito sobre segurança de diques, devemos agradecer aos Países Baixos.

Nós, da Brazabe por exemplo, somos especialistas em diversos serviços de construção civil, principalmente quando o assunto são diques. Quer saber mais? Entre em contato conosco e faça seu orçamento.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens Recentes